A eficácia da implementação do partograma na assistência a parturiente.

Resumo

O objetivo deste estudo e refletir e demostrar a importância do partograma e as facilidades que o mesmo aponta na tomada de decisão imediata e na prevenção de intercorrência no trabalho de parto tanto para a parturiente como para o neonato. Trata-se de uma reflexão teórica da literatura que teve como finalidade descrever os significados do partograma, relacionando-os, por meio da literatura, aos efeitos decorrentes da importância do mesmo e demonstrar como é resolutivo na tomada de decisão imediata e logo na prevenção de intercorrência no trabalho de parto. Os benefícios do uso do partograma é indiscutível e se constitui em um método resolutivo, economicamente acessível e de fácil execução; onde o mesmo poderá ser feito em qualquer impresso de papel, porém o mais indicado e reprografar em papel quadriculado sendo que no eixo horizontal é colocado o tempo em horas e na vertical os centímetros relacionados à dilatação e ao plano de Lee, sendo que esta fica á esquerda e a direita a descida da apresentação. Conclui-se que há representatividade e a excelência da assistência e os novos moldes de sistematização se mostram eficientes na conduta da assistência a parturiente, desta forma o partograma consiste na representação gráfica do trabalho de parto que é considerado um excelente recurso visual para analisar a dilatação cervical e a descida da apresentação, em relação ao tempo.

Descritores: Enfermagem; Partograma; Obstetrícia.

Referências

Félis K, Almeida R. Perspectiva de casais em relação à infertilidade e reprodução assistida: uma revisão sistemática. Reprodução & Climatério. 2016; 93: 1-7.

Rocha Ivanilde Marques da Silva, Oliveira Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de, Schneck Camilla Alexsandra, Riesco Maria Luiza Gonzalez, Costa Adriana de Souza Caroci da. O Partograma como instrumento de análise da assistência ao parto. Rev. esc. enferm. USP. 2009; 43( 4 ): 880-8.

Brandão Rosieny Souza, Pires Claudio Rodrigues, Souza Eduardo de, Maciel Junior Francisco da Silva, Moron Antonio Fernandes, Mattar Rosiane. Avaliação biométrica do colo uterino durante a gestação por meio da ultra-sonografia transvaginal e ressonância magnética. Radiol Bras [Internet]. 2008 Aug [cited 2018 Sep 12] ; 41( 4 ): 235-239.

Mancero Hidalgo PF, Ordoñez Cordero SP. Tesis [Internet]. 2017 [citado el 12 de Septiembre de 2018]. Recuperado a partir de: http://dspace.ucuenca.edu.ec/handle/123456789/26934

Ministério da Saúde (BR). Parto, aborto e puerpério. Assistência humanizada à mulher. Secretaria de Políticas de Saúde. Área Técnica de Saúde da Mulher. Brasília: Ministério da Saúde; 2001.

Hidalgo-Lopezosa P, Hidalgo-Maestre M, Rodríguez-Borrego MA. Labor stimulation with oxytocin: effects on obstetrical and neonatal outcomes. Rev Lat Am Enfermagem. 2016; 24. Disponible en: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 11692016000100349&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Araujo NRA, Oliveira SC. A visão do profissional médico sobre a atuação da enfermeira obstetra no centro obstétrico de um Hospital Escola de cidade do Recife – PE. Cogitare Enferm 2006; 11(1): 31-8

Publicado
2018-09-14
Como Citar
1.
Moraes Filho IM de, Barreto DP de O, Santos OP dos, Félis KC, Santos CCT, Oliveira ACD. A eficácia da implementação do partograma na assistência a parturiente. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 14º de setembro de 2018 [citado 10º de dezembro de 2019];1(Esp 3):288-93. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/99

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 > >>