O Ressurgimento do Chá de Kombucha

Autores

  • Jefferson dos Santos Bruschi
  • Rogéria Cristina dos Santos Sousa
  • Karina Ribeiro Modesto

Resumo

Trata-se de artigo de revisão sistemática, o qual foi fundamentado em pesquisas bibliográficas, cujo objetivo é mostrar estudos a respeito do consumo do chá de Kombucha na alimentação humana, presentes em revistas brasileiras e estrangeiras, ressaltando seus benefícios. A busca foi realizada por meio das palavras chaves: Kombucha; Probiótico; Saúde. A produção encontrada foi analisada conforme os seguintes parâmetros: autores, objetivos, tipo de estudo e principais achados. Verificou-se que a vida moderna tem levado o ser humano a procurar um estilo de vida mais saudável, buscando alimentos funcionais como o chá de Kombucha, que é uma bebida fermentada refrescante e agridoce preparada geralmente com chá preto açucarado.  Quanto ao tipo de estudo, verificou-se que a revisão sistemática corresponde a 14,28%, enquanto a pesquisa empírica corresponde a 85,72%.  O estudo chegou a algumas considerações: a manipulação das comunidades microbianas do intestino poderia ser mais uma abordagem no tratamento da obesidade; os probióticos são muito importantes para a saúde do nosso organismo; o Kombucha pode ser usado para prevenir infecções malasseziais e outras doenças do trato gastrointestinal.

Descritores: Kombucha; Probiótico; Saúde.

Referências

Brasil Food Trends 2020. FIESP. ITAL. São Paulo, 2010. Disponível em:

<http://www.alimentosprocessados.com.br/arquivos/Consumo-tendencias-e-inovacoes/Brasil-Food-

Trends-2020.pdf>. Acesso em 06/06/2018.

Colli C. Nutracêutico é uma nova concepção de alimento. Notícias SBAN, 1998.

Anjo, Douglas Faia Corrêa. Alimentos funcionais em angiologia e cirurgia vascular. In: J Vasc Br 2004,

Vol. 3, Nº 2. Disponível em: <http://jvascbras.com.br/pdf/04-03-02/04-03-02-145/04-03-02-145.pdf>.

Acesso em: 06/06/2018.

Santos, Mafalda Jorge dos. Kombucha: caracterização da microbiota e desenvolvimento de novos

produtos alimentares para uso em restauração [Dissertação de Mestrado]. Faculdade de Ciências e

Tecnologia. Universidade Nova de Lisboa, 2016.

Paludo, N. Desenvolvimento e caracterização de kombucha obtida a partir de chá verde e extrato de

erva-mate: processo artesanal e escala laboratorial. [Trabalho de Conclusão de Curso], Universidade

Federal do Rio Grande do Sul, 2017.

Michelle, F. Kombucha: bebida probiótica que emagrece. Disponível em:

<http://blogdamimis.com.br/2017/03/28/kombucha-bebida-probiotica-que-emagrece/>. Acesso em:

/06/2018.

Marques H. Daniel Cady explica o que é Kombucha e ensina receita: “Refrigerante do futuro”. In:

Purepeople. Disponível em: <http://www.purepeople.com.br/noticia/o-que-e-kombucha-daniel-cady-contatudo-

sobre-a-bebida-refrigerante-do-futuro_a223274/1>. Acesso em: 08/06/2018.

Kombucha” em Google Trends. Disponível em:

<http://www.google.com/trends/explore#cmpt=q&geo&q= kombucha>. Acesso em: 08/06/2018.

Gustavo Chab Pistelli, Cecília Edna Mareze da Costa. Bactérias intestinais e obesidade. In: Rev

Saúde e Pesquisa, V. 3, Nº 1, p. 115-119, jan/abr 2010. Disponível em:

//177.129.73.3/index.php/saudpesq/article/view/1412/1046 >. Acesso em: 08/06/2018.

Sílvia Batista Muller; Raúl Jorge Hernan Castro Gómez, Caroline Maria Calliari. Desenvolvimento de

pó efervescente probiótico e simbiótico. UNOPAR. Cient Cienc Biol Saúde, 15 (ESP), 391-5, 2013.

Fu, Caili, Yan, Fen, Cao, Zeli, Xie, Fanying, & Lin, Juan. Antioxidant activities of kombucha prepared

from three different substrates and changes in content of probiotics during storage. In: Food Science and

Technology. 34(1), 123-126. Epub March 25, 2014. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.1590/S0101-

>. Acesso em: 08/06/2018.

Vázquez-Cabral, Blanca D., Moreno-Jiménez, Martha R., Rocha-Guzmán, Nuria E., Gallegos-Infante,

José A., González-Herrera, Silvia M., Gamboa-Gómez, Claudia I., & González-Laredo, Rubén F. Mexican

oaks as a potential non-timber resource for Kombucha beverages. Revista Chapingo serie ciencias

forestales y del ambiente, 22(1), 73-86, 2016. Disponível em:

< https://dx.doi.org/10.5154/r.rchscfa.2015.04.014>. Acesso em: 08/06/2018.

Amarasinghe, H., Weerakkody, N. S., & Waisundara, V. Y. Evaluation of physicochemical properties

and antioxidant activities of kombucha “Tea Fungus” during extended periods of fermentation. In: Food

Science & Nutrition, 2018. 6(3), 659–665. Disponível em: <http://doi.org/10.1002/fsn3.605>. Acesso em:

/06/2018.

Mahmoudi, E., Saeidi, M., Marashi, M., Moafi, A., Mahmoodi, V., & Zeinolabedini Zamani, M. In vitro

activity of kombucha tea ethyl acetate fraction against Malassezia species isolated from seborrhoeic

dermatitis. Current Medical Mycology, 2016. 2(4), 30–36. Disponível em:

<http://doi.org/10.18869/acadpub.cmm.2.4.30>. Acesso em: 08/06/2018.

Nguyen, N. K., Dong, N. T. N., Nguyen, H. T., & Le, P. HLactic acid bacteria: promising supplements

for enhancing the biological activities of kombucha. In: SpringerPlus, 2015. 4, 91. Disponível em:

<http://doi.org/10.1186/s40064-015-0872-3>. Acesso em: 08/06/2018.

Publicado

2018-07-03

Como Citar

1.
Bruschi J dos S, Sousa RC dos S, Modesto KR. O Ressurgimento do Chá de Kombucha. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 3º de julho de 2018 [citado 28º de maio de 2020];1(Esp):162-8. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/68