Análise da orientação recebida pela primigesta na atenção básica sobre amamentação

  • Isabela Alves Albuquerque
  • Walquiria Lene dos Santos

Resumo

O ato de amamentar é de suma importância para o binômio mãe/filho, tanto do ponto de vista físico quanto psicológico. A maioria das mulheres vivenciam o aleitamento materno, mas muitas o abandonam decepcionadas e frustradas. Tendo como exemplo essas reflexões, neste trabalho tivemos o objetivo de analisar e qualificar a orientação recebida pela equipe multidisciplinar sobre a amamentação em todo processo gestacional e puerperal das mães primigestas do município de Luziânia-GO, a pesquisa foi um estudo transversal, coletado dados de 27 primíparas com binômios de até 1 ano de idade, a partir de um questionário de 24 questões. Onde foi constatado um número preocupante de desmame precoce, cerca de 37% das mulheres amamentaram seus filhos exclusivamente com leite materno e a maioria não recebeu informação necessária vinda da equipe de multidisciplinar ainda no pré-natal.

Descritores: Primigesta; Puerperal; Primíparas.

Referências

Bortolini,GA. Vitolo,MR. Importância das práticas alimentares no primeiro ano de vida na prevenção da deficiência de ferro. Scielo – 2010.

Silva MBC. Moura MEB, Silva AO. Desmame precoce: representações sociais de mães, UFG, 2007.

Monteiro,H. Gonçalves,PM. Assistência de enfermagem no incentivo do aleitamento materno frente as dificuldades apresentadas por primíparas no alojamento conjunto. Cárceres- MT, 2013.

Nakano,AMS. Melo LCO. Atenção ao aleitamento materno em unidades básicas de saúde de Ribeirão Preto no contexto da Rede Amamenta Brasil: Análise segundo os atributos da Atenção primária básica. Universidade de São Paulo- Ribeirão Preto, 2016

5. Almeida, IS. Ribeiro IB. RODRIGUES BMRD. COSTA CCP. FREITAS NS. VARGAS EB. Amamentação para mães primíparas: perspectivas e intencionalidades do enfermeiro ao orientar. Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal, (Scielo) 2010.

Demitto AZ. Mathias TAF. SILVA TC. Mathias AZ. Bergin LO. Orientação sobre amamentação na assistência pré-natal: Uma revisão integrativa. Rev, Rene, vol 11, número especial pg, 223-229.2010.

Rodrigues OMPR. Schiavo RA. Presença de stress e ansiedade em primigestas no terceiro trimestre de gestação e pós-parto. Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP-2011)

Fialho OMPR. Lopes AM. Dias IMAV. Salvador M. Fatores Associados ao desmame precoce do aleitamento materno. Revista CUIDARTE – Universidade de Santander.2014.

Corrêa EJ. Alves E.A. Fatores determinantes do desmame precoce- um estudo de revisão bibliográfica. UFMG- 2010.

Frota MA. Aderaldo NMS. Silveira GV. Rolim KMC. Martins MC. O reflexo da orientação na prática do aleitamento materno, Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal,2006

Melo WSN. Batista KRA. Farias MCAD. Influência da assistência de enfermagem na prática da amamentação no puerpério imediato. Saúde em Debate, vol. 37, núm. 96, enero-marzo, 2013, pp. 130-138 Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Rio de Janeiro, Brasil.

Publicado
2018-07-03
Como Citar
1.
Albuquerque IA, Santos WL dos. Análise da orientação recebida pela primigesta na atenção básica sobre amamentação. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 3º de julho de 2018 [citado 10º de dezembro de 2019];1(Esp):143-7. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/64

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>