Transtorno de ansiedade

  • Keyla Crystina da Silva Pereira Lopes
  • Walquiria Lene dos Santos

Resumo

A depressão e ansiedade têm manifestações diferentes, mas possuem fundamentos corriqueiros, que são síndromes heterogêneas, supostamente relacionadas devido a características cotidianas, são fenômenos separados, os quais podem alternar-se ao longo do tempo, são manifestações distintas, conceitual e empiricamente. Objetivo desse artigo é esclarecer as causas que levam as pessoas a sofrerem ansiedade generalizada e os tratamentos alternativos, por meio da pesquisa bibliográfica. Por fim, verificar na literatura disponível os métodos de auxiliar os pacientes a se recuperarem desse transtorno, seja através de tratamento com medicamentos usuais, ou com tratamento alternativo adequado para cada paciente, com intuito de buscar a melhor forma de tratamento, sem correr o risco de desencadear outros transtornos, auxiliando-se em um tratamento eficaz, trazendo qualidade de vida para os pacientes. A pesquisa foi descritiva e exploratória com estudo de 10 artigos cientifico e um livro, identificando os possíveis transtorno de ansiedade e seus sintomas, na tentativa de ajudar no tratamento ou até mesmo no diagnóstico precoce do mesmo. Os trabalhos foram pesquisados nas bases do Scielo e literatura sobre o assunto.  Os resultados dos estudos demostram que nos anos pesquisados de 2004, 2009, 2010 foram evidenciado 02 artigos respectivamente, e nos anos de 2000, 2005, 2007 e 2017 foram encontrados 01 artigo para a utilização na pesquisa feita com medicamentos fitoterápicos. Conclui-se que o transtorno de ansiedade esta cada vez mais presente, independente da idade, porém está se tornando um alvo em crianças e adolescentes e a maior preocupação é com o desencadeamento de outras doenças e o tratamento alternativo com plantas medicinais.

Referências

-Rodrigues MLN. Colaboradores 2º Edição Psiquiatria Básica; 2007.

Mary C, Townsed MN. Enfermagem Psiquiátrica Conceitos de Cuidados 3º Edição.

Regina AGL Castillo, Recondo R, Fernando R Asbahr e Gisele G Manfro.Rev. Bras. Psiquiatr. vol.22 s.2 São Paulo Dec. 2000, Transtorno de ansiedade.

- Suarez W, Sartori E, Batista E, Filho O. Determinação Turbidimétrica em Fluxo de Cloridrato de Fluoxetina em Formulações Farmacêuticas. Rev. Quim. Nova. 2009; 32 (9): 2396-400.

-Stoppe AJ, Athanássios TC. Depressão e Ansiedade.

-Andreatini R, Boerngen RL, Zorzetto DF. Tratamento farmacológico do transtorno de ansiedade generalizada: perspectivas futuras Rev. Bras. Psiquiatr. São Paulo; 2001.

- Grillo E, Silva RJM. Manifestações precoces dos transtornos; 2004.

- Asbahr FR. Jornal de Pediatria Sociedade Brasileira de Pediatria ;2004.

- Ribeiro RAB, Alfano AC, Landeira JF. Rev. bras.ter. cogn; 2009.

- Araújo TMP, Sousa P, Almeida MMG. A relevância de transtornos mentais comuns em mulheres e sua relação com as características sociodemográficas e o trabalho doméstico. Rev. bras. saúde. matern. infant. 2005; 5(3): 337-48

- Thais TF, Batista RA, Andreatini R. Plantas medicinais no tratamento do transtorno de ansiedade generalizada: uma revisão dos estudos clínicos controlados não esta de acordo com os parágrafos pesquisados. Rev .Bras.Psiquia; 2010.

Publicado
2018-06-25
Como Citar
1.
Lopes KC da SP, Santos WL dos. Transtorno de ansiedade. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 25º de junho de 2018 [citado 15º de dezembro de 2019];1(1):45-0. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/47

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>