PAPEL DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA PERIFÉRICA (DAOP)

Autores

  • Adriana Nogueira de Freitas
  • Kimberlyn Lohany Lopes dos Santos
  • Letícia Miranda de Melo
  • Maria Taynara Sampaio Monte
  • Diana Ferreira Pacheco

Palavras-chave:

Insuficiência Venosa, Sistema Linfático, Sistema Circulatório, Eletroestimulação

Resumo

Objetivo: Determinar a importância da prática de exercícios fisioterapêuticos em pacientes com doença obstrutiva periférica. Método: Trata-se de uma revisão de literatura quantitativa. Os artigos foram consultados nas bases de dados Scielo, PubMed, ProQuest, e Lilacs, e empregando a língua portuguesa. Após a leitura e análise dos20 artigos, foram descartados 9 artigos que não atenderam aos critérios pré-determinados. Os critérios de inclusão dos artigos foram comparar evidências e benefícios na reabilitação dos pacientes com DAOP e a prática de exercícios físicos, levando em consideração, título dos artigos, ano de publicação, tipo de estudo, objetivo e resultados. Resultados: Os artigos analisados mostraram os benefícios do tratamento fisioterapêutico em pacientes diagnosticados com doença obstrutiva periférica com a eletroestimulação, exercícios realizados comcicloergômetro, exercícios resistidos, aquáticos e aeróbicos, apresentando diferentes resultados. Conclusão: Os pacientes submetidos aos tratamentos fisioterapêuticos apresentaram melhora dos sintomas da doença obstrutiva periférica.

Downloads

Publicado

2022-03-14

Como Citar

1.
Nogueira de Freitas A, Lohany Lopes dos Santos K, Miranda de Melo L, Taynara Sampaio Monte M, Ferreira Pacheco D. PAPEL DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA PERIFÉRICA (DAOP). Rev Inic Cient Ext [Internet]. 14º de março de 2022 [citado 23º de maio de 2022];5(1):746-64. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/342