Assistência de enfermagem no serviço móvel de urgência (SAMU): revisão de literatura

  • Rafael Braga de Almeida1
  • Alice da Cunha Morales Álvares
Palavras-chave: Atendimento Pré-Hospitalar, Enfermeiro, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

Resumo

O objetivo geral deste estudo é abordar as atribuições do enfermeiro no Atendimento Pré-Hospitalar. Os objetivos específicos são apresentar a evolução histórica do serviço de atendimento pré-hospitalar (APH) no Brasil; apontar, conforme a legislação pertinente, como deve ser estruturado o APH, com ênfase nas atribuições do enfermeiro; verificar as dificuldades enfrentadas pelo enfermeiro no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Trata-se de pesquisa bibliográfica, com busca Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e livros da Biblioteca do Google, entre os anos de 2008 e março de 2018, em língua portuguesa, disponíveis e completos, diretamente relacionados ao tema. Foram utilizados 41 artigos e livros, além de material institucional. Assim, verificou-se que as atribuições do enfermeiro no Atendimento Pré-Hospitalar são de assistência, supervisão e gestão, bem como de colaborador da formação continuada das equipes. As dificuldades passam pelo relacionamento interpessoal, falta de formação adequada, estresse ocupacional, comunicação interna e externa, falta de equipamentos e insumos, baixos salários, falta de sedes próprias, dentre outros. É necessário aprofundar os conhecimentos sobre urgência e emergência na graduação e promover a educação continuada das equipes, bem como proporcionar-lhes melhores condições de trabalho, para que a resolutividade seja ainda maior. O Atendimento Pré-Hospitalar, expresso por meio do SAMU, conta com o reconhecimento da sociedade, que nele encontra apoio e conforto.

Publicado
2019-08-18
Como Citar
1.
Almeida1RB de, Álvares A da CM. Assistência de enfermagem no serviço móvel de urgência (SAMU): revisão de literatura. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 18º de agosto de 2019 [citado 20º de setembro de 2019];2(4):196-07. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/256