Sistematização de controle na dispensação e uso de medicamentos psicotrópicos em um hospital

  • Ana Ilza da Silva Raposo
  • Kamiliam Câmara Cintra
  • Magna Avelina dos Santos Xavier
  • Clezio Rodrigues de Carvalho Abreu
  • José de Souza Soares
Palavras-chave: Medicamentos psicotrópicos, Dispensação

Resumo

As equipes multidisciplinares hospitalares desenvolvem particapam no processo de prescrição, dispensação e administração do medicamento. A participação de muitos profissionais no processo aumenta a possibilidade de erros. Os erros estão vinculados a falha profissional ou sistêmico. Os quais devem ser identificados, para adoção de medidas corretivas no sistema de medicação. O profissional também deve conhecer e desenvolver seu papel nas ações necessárias à medicação com responsabilidade, para garantir a eficácia do tratamento. Analisar e descrever sobre a função dos profissionais na farmacoterapia, que priorize comportamentos para redução das falhas em análise das prescrições e dispensação de medicamentos. Este trabalho é de natureza qualitativa e descritiva, foram usados artigos científicos publicados nos últimos 5 anos na na Biblioteca Virtual MEDLINE, Google Acadêmico e SciELO. A parte experimental foi observacional em um hospital de Brasília. As principais resoluções e leis que regulamentam sobre a prescrição de são as Leis Federais 5.991/73 e 9.787/99, bem como a Resolução 357/2001, do Conselho Federal de Farmácia e a Resolução 1.552 (de 20/08/99), 1.477 (de 11/7/97) e 1.885 (de 23/10/08). Os profissionais da saúde legalmente aptos a prescrever são médicos, médicos-veterinários, cirurgiões-dentistas e enfermeiro, de acordo com a Portaria MS/GM nº 1.625 de 10 de julho de 2007. O prescritor deve orientar o paciente quanto às instruções escritas, necessárias à boa consecução do seu tratamento. O farmacêutico deve analisar a prescrição, dispensação, e a orientação ao paciente. Não devendo seguir prescrição que coloca em risco o bem-estar do mesmo. Analisar cada prescrição, assim como verificar o rótulo de cada medicação, continua sendo a prática mais segura, que precisa ser desenvolvida pelo farmacêutico, profissional habilitado e capacitado para desenvolver a garantir e segurança do serviço farmacoterápico.

Publicado
2019-06-10
Como Citar
1.
Raposo AI da S, Cintra KC, Xavier MA dos S, Abreu CR de C, Soares J de S. Sistematização de controle na dispensação e uso de medicamentos psicotrópicos em um hospital. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 10º de junho de 2019 [citado 20º de setembro de 2019];2(Esp.1):18. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/185

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##