Abordagens farmacológicas em psicofármacos

  • Kamiliam Câmara Cintra
  • Ana Ilza da Silva Raposo
  • Clezio Rodrigues de Carvalho Abreu
  • Alice da Cunha Morales Álvares
  • José de Souza Soares
Palavras-chave: Medicamentos psicotrópicos, Dispensação

Resumo

Psicofármacos ou Psicotrópicos são modificadores seletivos do Sistema Nervoso Central (SNC) usados no tratamento de transtornos psíquicos. São drogas que ou estimulam ou deprimem seletivamente a atividade mental. Os psicofármacos são dividido em sedativos, ansiolíticos, antipsicóticos (neurolépticos), antidepressivos, liberadores indiretos de catecolaminas, psicodislépticos, (alucinógenos), metabólitos do SNC e antagonistas da serotonina. Descrever a abordagem atual da psicofarmacologia, suas classificações e modos de ações. Este trabalho é de natureza qualitativo, descritivo, revisional, baseado em artigos científicos publicados nos últimos 5 anos nas bases SciELO e PubMed. Antidepressivos são fármacos utilizados em tratamento de fases depressivas ou de alguns tipos de esquizofrenia. Os Antidepressivos tricíclicos dependente essencialmente do núcleo tricíclico, atuam inibindo a recaptação das aminas biogênicas (catecolaminas e indolaminas) nas fendas sinápticas. Essa inibição promove o aumento noradrenalina e serotonina. Os inibidores da MAO, são derivados hidrazínicos e hidrazídicos. Promove o aumento das concentrações das aminas cerebrais em virtude da inibição da degradação metabólica pela ezima monoaminoxidase. As ações farmacológicas da MAO podem vir, também, da recaptação ou agindo indiretamente na liberação das aminas nos sítios de estocagem. Os inibidores seletivos da recaptação de serotonina possuem pouca afinidade pelos receptores histaminérgicos, alfa-adrenérgicos e muscarínicos, produzindo menos efeitos colinérgicos que os outros antidepressivos. Os ansiolíticos: Carbamatos de propanodiol correlatos, Meprobamato são protótipo desta classe, é também são hipnótico e sedativo. As benzodiazepinas possui ação inibidora do GABA, feita mediante sua interação com o receptor, o complexo formado entre o GABA e o receptor abre o canal de cloreto, aumenta sua condução intracelular, afetando a membrana do neurônio, despolarizando-a. Os psicofármacos são de extrema importância para transtornos do SNC, são classificados de acordo com o modo de agir, efeitos e estruturas moleculares.

Publicado
2019-06-10
Como Citar
1.
Cintra KC, Raposo AI da S, Abreu CR de C, Álvares A da CM, Soares J de S. Abordagens farmacológicas em psicofármacos. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 10º de junho de 2019 [citado 20º de setembro de 2019];2(Esp.1):17. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/184

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##