Contabilidade criativa: nível de percepção dos discentes

Autores

  • Ana Caroline de Oliveira Cardoso
  • Keylla Dennyse Celestino da Silva
  • Victor de Souza Oliveira Lopes
  • Carlos Alberto Martins da Silva
  • Regina Maris Pinheiro D’Azevedo
  • Kelly Pereira Guedes

Palavras-chave:

Gerenciamento de Resultados Contábeis, Contabilidade Criativa, Fraude contábil

Resumo

Esta pesquisa trata do estudo da Contabilidade Criativa, analisando a forma como a mesma é aplicada e seus objetivos nas demonstrações financeiras das entidades. O objetivo deste artigo é analisar a percepção de acadêmicos da área contábil em relação à Contabilidade Criativa, distinguido da fraude contábil, sua aplicabilidade e conceito. A pesquisa foi realizada com a aplicação de um questionário aplicado a alunos do Curso de Ciências contábeis de uma instituição de Ensino Superior Privada do Distrito Federal, tomando como base referências bibliográficas que abordam assuntos ligados a Contabilidade Criativa com o propósito de mostrar o processo como a mesma é aplicada nas entidades. Tratando-se assim, de uma pesquisa descritiva quantitativa e qualitativa. A amostra foi composta de 100 questionários respondidos e revelou que a maior parte dos estudantes desconhece os principais conceitos referentes à contabilidade criativa e gerenciamento de resultados.
Descritores: Gerenciamento de Resultados Contábeis; Contabilidade Criativa; Fraude contábil.

Referências

OLIVEIRA, Jones Santos; DE SOUZA, Roberto Francisco. Contabilidade criativa e a ética profissional. Revista Científica da Ajes, v. 4, n. 8, 2013.Disponivel em:<http://dvl.ccn.ufsc.br/congresso/anais/1CCF/20090727150634.pdf >Acesso em mai 2017.>Acesso abr 2017

DIAS, Alessandra Góis Gadelha, et al. Contabilidade Criativa, Ética e Gerenciamento de Resultados: Auditoria Versus Academia. Revista RED Vol. 18, Nº 01 mar 2016.

DECHOW, P. M.; SKINNER, D. Earning Management: reconciling the views of accounting academics practitioners and regulators. Accounting Horizons, v. 14, n. 2, 2000

MARTINS SILVA, Carlos Alberto, Utilização da provisão para créditos de liquidação duvidosa para fins de gerenciamento de resultado nas instituições financeiras Brasileiras e Luso-espanholas. 2016. Dissertação (Mestrado - Mestrado em Ciências Contábeis)Universidade de Brasília, Brasília 2016. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/20339/1/2016_CarlosAlbertoMartinsSilva.pdf> Acesso Agosto 2017

MATSUMOTO, Alberto Shigueru; PARREIRA, Enéias Medeiros, Uma pesquisa sobre o Gerenciamento de Resultados Contábeis:causas e consequências. UnB Contábil – UnB, Brasília, vol. 10, Nº 1, jan/jun – 2007, Brasília 2007. Disponível em: https://cgg-amg.unb.br/index.php/contabil/article/view/151/pdf_105>Acesso em Ago 2017

OTA, Valeska Xavier; VIEIRA, Eloir Trindade Vasques A influência da Contabilidade Criativa no Resultado do Trabalho do Auditor Independente. Revista Gestão e Desenvolvimento em Contexto – Gedecon Vol. 02. Nº 01 2014.

CORDEIRO, Cláudio Marcelo Rodrigues. Contabilidade criativa: um estudo sobre a sua caracterização. Revista do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Paraná. Curitiba–PR, n. 136, 2005.Disponívelem:<http://www.crcpr.org.br/new/content/publicacao/revista/revista136/contabilidade_criativa.htm> Acesso em abr 2017.

AGOSTINI, Elis Carlot. Contabilidade Criativa: Um estudo sobre as formas de manipulação de demonstrações contábeis utilizadas pelas empresas. Sarandi 2014.

BRASIL. Conselho Federal de Contabilidade. NBCT 11.

MARTINEZ, AntonioLopo. "Gerenciamento" dos resultados contábeis: estudo empírico das companhias abertas brasileiras. 2001. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade: Contabilidade) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-14052002-110538/>. Acesso em: Out 2017

SANTOS, Ariovaldo dos; GRATERON, Ivan Ricardo Guevara. Contabilidade Criativa e Responsabilidade dos auditores. Rev. Contab. FINANC. São Paulo, v.14, n. 32, agosto de 2003. Disponível a partir do <http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S1519-70772003000200001&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: Set 2017.

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.Disponível em: http://www.virtual.ufc.br/solar/aula_link/gad/I_a_H/metodo_de_pesquisa/aula_02-2324/02.html>Acesso Set 2017

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar projetos de pesquisa. 4. Ed. São Paulo: Atlas, 2002.

RAUPP, Fabiano Maury; BEUREN, Ilse Maria. Metodologia da pesquisa Aplicável às Ciências Sociais. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade.Teoria e prática. 3ª edição. São Paulo: Atlas, 2003. SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, EsteraMuszkat. Metodologia da pesquisa e elaboração da dissertação. 3. ed. rev. atual. - Florianópolis:2001.

COSENZA, José Paulo. Os efeitos colaterais da contabilidade criativa. Disponível em:<http://www.atena.org.br/revista/ojs2.2.306/index.php/UERJ/article/viewFile/1716/1539>. Acesso em mai 2017.

KRAEMER, Maria Elisabeth Pereira. Contabilidade criativa maquiando as demonstrações contábeis. Disponível em: <http://www.atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-06/index.php/pensarcontabil/article/viewFile/60/60> Acesso em mai 2017.

Publicado

2018-11-02

Como Citar

1.
Cardoso AC de O, Silva KDC da, Lopes V de SO, Silva CAM da, D’Azevedo RMP, Guedes KP. Contabilidade criativa: nível de percepção dos discentes. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 2º de novembro de 2018 [citado 13º de agosto de 2020];1(Esp 4):373-89. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/128

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##