O aumento das infecções relacionadas à hemodiálise por cateter venoso central

  • Regina Camila Ribeiro
  • Rachel de Araújo Moret Nobre
  • Erci Gaspar da Silva Andrade
  • Walquiria Lene dos Santos

Resumo

O presente estudo traz como objetivo principal, entender como as infecções por cateter venoso central (CVC) podem ser diminuídas durante o manuseio pelos profissionais. No contexto específico referente ao cateter, o objetivo define que no profissional enfermeiro deve possuir conhecimentos essenciais no que diz respeito a promover a segurança do cliente em questão, o controle dos fatores de risco e a coordenação de toda a equipe de enfermagem relacionada a prática eficiente e o manejo correto do Cateter venoso Central, para que as infecções sejam minimizadas. Trata-se de uma revisão bibliográfica com abordagem qualitativa sendo pesquisados artigos científicos que abordassem a temática em questão na biblioteca virtual BIREME e BVS, nos bancos de dados SCIELO, PUBMED e LILACS.

Descritores: Cateter Venoso central; Hemodiálise; Infecção.O aumento das infecções relacionadas à hemodiálise por cateter venoso central. 

Referências

MATOS E., LOPES A.; Modalidades de hemodiálise ambulatorial: breve revisão. Campinas S.P. 2009.

SANTOS S., VIANA R., ALCOFORADO C., CAMPOS C., MATOS S., ERCOLE F.; Ações de enfermagem na prevenção de infecções relacionadas ao cateter venoso central: uma revisão integrativa. Belo Horizonte. 2014.

GROTHE C., BELASCO A., BITTENCOURT A., VIANNA L., SESSO R., BARBOSA D.; Incidência de infecção da corrente sanguínea nos pacientes submetidos à hemodiálise por cateter venoso central. São Paulo. 2010.

FRAM D., TAMINATO M., FERREIRA D., NEVES L., BELASCO A., BARBOSA D.; Prevenção de infecções da corrente sanguínea relacionadas a cateter em pacientes em hemodiálise. São Paulo. 2009.

PEDROLO E., DANSKI M., MINGORANCE P., LAZZARI L., JOHANN D.; Ensaio clínico controlado sobre o curativo de cateter venoso central. Curitiba P.R. 2010.

NETTO S., ECHER I., KUPLICH N., KUCHENBECKER R., KESSLER F.; Infecção de cateter vascular central em pacientes adultos de um centro de terapia intensiva. Rio Grande do Sul. 2009.

OLIVEIRA F., STIPP M., SILVA L., FREDERICO M., DUARTE S.; Comportamento da equipe multiprofissional frente ao bundle do cateter venoso central na terapia intensiva. Escola Ana nery. Rio de Janeiro / Mar.2016.

MESIANO E., HAMANN E.; Infecção da corrente sanguínea em pacientes em uso de cateter venoso central em unidades de terapia intensiva. Brasilia. 2007.

ESMANHOTO C., TAMINATO M., FRAM D., BELASCO A., BARBOSA D.; Microrganismos isolados de pacientes em hemodiálise por cateter venoso central e evolução clínica relacionada. Acta Paulista de Enfermagem; São paulo. 2013.

ROSADO V., ROMANDELLI R., CAMARGOS P.; Fatores de risco e medidas preventivas das infecções associadas a cateteres venosos centrais. Porto Alegre. 2011.

Freitas EA, Freitas EA, Santos MF, Félis KC, Moraes-Filho IM. Assistência de enfermagem visando a qualidade de vida dos pacientes renais crônicos na hemodiálise. Rev Inic Cient Ext. 2018; 1(2): 114-21.

Publicado
2018-11-02
Como Citar
1.
Ribeiro RC, Nobre R de AM, Andrade EG da S, Santos WL dos. O aumento das infecções relacionadas à hemodiálise por cateter venoso central. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 2º de novembro de 2018 [citado 15º de dezembro de 2019];1(Esp 5):432-8. Disponível em: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/114

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 > >>